segunda-feira, janeiro 09, 2006

Ano Novo Feliz!?













Foto por: Tiago Lourenço

Sento-me em rua movimentada
Vejo passos, vejo vultos passar,
Tanta agitação por quase nada
Até parece que o mundo se vai acabar.

Mas nada se altera, a não ser as linhas.
Linhas de rosto, linhas de expressão.
Vejam-se nas velhinhas
E todo o tempo que mostram na mão.

Essas não procuram nada em especial
Apenas algo que sirva de recordação
Nesta época chamada Natal.
Por nós tornado símbolo pagão.

Será que não vêem nada mais além
As crianças são crianças o ano inteiro
Mas tudo isso no ano passa aquém
Visto por perto não existir nenhum pinheiro.

Com o ano novo chega Janeiro
Mês comprido para quem diz não ter dinheiro
Agora cabisbaixo passa sorrateiro
Aquele que quis ser grande festeiro.

Um mês agora já passado
Revejo passos e vultos apresados
Do mesmo lugar sentado
Fito seus rostos amargurados.

Vão-se os abraços e beijinhos
As estrelas e os lacinhos,
E assim ficam novos e velhinhos
Mais um ano tristes e sozinhos.

E ainda em muita boca se diz
Que tenha um Ano Novo Feliz!



6 Comments:

Blogger Claudia Perotti said...

Henriques,

Agradeço-te a visita e o carinho de tuas palavras no meu blog.
Gostei do que vi e senti por aqui.
Voltarei!

Beijos

12:32  
Blogger Natalie Afonseca said...

Olá!!
Antes de mais, obrigada por teres deixado um fio na minha teia!!
Gostei muito dos teus poemas, e ainda agorinha mesmo começaste!!!!
Durante esta tua caminhada, virei cá sempre que puder e verei o poeta despido....a verdade estará por cá!!
Voltarei!!
Bjs

P.s.Obrigada por gostares de "Os Vagabundos", é um dos meus poemas preferidos :)*

12:39  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá JP

Agradeço a tua visita. Volta sempre :)

Que grandes verdades dizes no teu excelente poema.

Vou conhecer um pouco mais o teu "espaço"

Voltarei com toda a certeza.

Beijinhos

00:50  
Blogger Duarte Temtem said...

Vejo que já tens aqui alguns comentários. É assim mesmo, tens que começar a navegar por essa blogosfera fora porque há muitos blogs de qualidade.

E não limites às meninas jovem! Há por aí muito escritor (homem) de grande talento! Todos os comentários que aqui tens são de pessoas que constam nos meus links, tens lá mais uns muito bons...

Grande abraço

17:21  
Blogger Duarte said...

Memórias para onde o Natal nos impele, traduzido num belo poema alusivo à quadra. É bom saber que existem mais madeirenses empenhados na poesia. Não páres!
Um abraço

08:12  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP film editing schools

12:05  

Enviar um comentário

<< Home

..