domingo, janeiro 15, 2006

Apenas Nada


















Foto por: Jorge Garcia

Sinto-me bem entre vós
Sinto-me bem entre mulheres
Oiço a vossa voz
E vossos pareceres

Gostava tanto de vos entender
Adorava vossos pensamentos ler

Para um dia perceber
O que significa o Nada
Pois não sei o que fazer
Quando tal palavra é proferida.

Dizem-na muitas vezes em solidão
Dizem também por ansiedade
Usam-na como confissão

Mas malograda locução
Para qual nenhum homem
Ainda arranjou tradução

Dizei-me então
Aqui entre minhas amigas
Que conteúdo tem tal palavrão
Ou não sabeis vós mesmo o que digas?

Acredito que assim seja!
Porque não nos querem dizer
O que o vosso coração deseja

Ou não encontram palavras para se abrirem
E então encontram o Nada
Para assim se exprimirem
E fecharem em vós tal floresta encantada
Que é o coração de uma mulher.

Para o qual só abrem quando aparecer
Aquele que a palavra Nada possa colher
E então a cada uma única de vós entender.

Assim como quereis ser entendida
Se escondeis entre vós
Tão palavra ilustrada
E depois dizeis que sentem-se sós
Dizendo apenas Não é Nada!

9 Comments:

Blogger Natalie Afonseca said...

"Apenas Nada".....muito bom!!
Ainda bem que voltaste!! Hehe!
Como tenho andado ocupada com Exames e afins, tem sido meio complicado postar mais frequentemente!! Mas prometo que em breve!!
Gosto do que escreves, e é a realidade!!
Fica bem
***:)

15:04  
Blogger BloodyMary said...

"Apenas Nada" querem, mas esse "nada" poderá transformar-se num mundo de significâncias que deve ser descodificado por quem estiver disposto a isso.

Bonito o poema, revelador de uma grande sensibilidade**

23:50  
Blogger Duarte Temtem said...

Após várias tentativas goradas, venho comentar-te.
Como disse (e bem) a Natalie, escreves a realidade. A mulher é ser fascinante, mesmo com todos os seus defeitos. Mas serão sempre um mistério...
E eu nem sou apologista de estereótipos!

Abraço

06:07  
Blogger Claudia Perotti said...

Gostei imenso!
Boa semana, menino!
beijinhosssss

13:45  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá JP

No teu belo poema lê-se inúmeras verdades: "Não é Nada"! uma frase tão característica na mulher - que representa TUDO! nunca o "nada"

Beijinhos

22:17  
Anonymous Virgínia Pinheiro said...

Temos aqui um verdadeiro escritor !

Muito bom !

E olha quando estes "Nada" são proferidos em geral é bom sinal ;o)

Desejo-te ainda muita inspiração para o futuro

Beijinhos

22:58  
Anonymous Anónimo said...

Very nice site! » »

19:33  
Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... »

02:03  
Anonymous Anónimo said...

This is very interesting site... video editing programs

07:27  

Enviar um comentário

<< Home

..