sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Boémia Coimbrã














Foto por: Rui Costa

Cidade viva por tradição
De segunda a quinta em alvoroço
Por boémia paixão.
Mas restos dias em calabouço.

Feita de saudades que ficam
E remorsos que persistem
Desta forma nunca cá voltam
Amores que nestas ruas subsistem.

Outros não que tais
Levam no seu regaço
Imagens que servem de vitrais
Para vidas no longo contínuo espaço.

Cidade velha e pesada
Ainda está por vir
Menina imaculada
Que faça as esferas cair
Pela grande escada.

Repercutem memórias
Por mundo fora
Que tudo cá são videiras
Pois sabem em má hora
Que aqui não se fazem só bebedeiras.

Um dia vou partir
Talvez até amargurado
Mas muitas coisas me fizeram subsistir
Para cumprir este meu legado.

Voltarei a ver seu dilatado troço
Quando cá voltar,
Entretanto traço a capa com esforço
Pois tenho algo para acabar.

8 Comments:

Blogger Duarte said...

Apesar de não ter estudado em Coimbra, nas fugazes visitas à cidade, inalei essa magia mística que paira por esses recantos e tradições. O poema rimado, está natural, expontâneo, descrevendo a essência desse sentir coimbrão que me inunda dum sentimento de nostalgia sempre que oiço o fado de Coimbra, ou leio algo que lhe exalta o sentir de quem estudou nessa cidade. Muito bom.
Um abraço

10:58  
Blogger Natalie Afonseca said...

Olá!!
Bem, que "regresso"!! :)
Gostei muito dessa tua "descrição pética" da "Boémia Coimbrã"....

.....e quem lá volta (seja onde for) nunca se esquecerá dos cantinhos...

Beijinhos
Fica bem
:)

"Levam no seu regaço
Imagens que servem de vitrais
Para vidas no longo contínuo espaço."

20:36  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá JP

Que belo poema fizeste
a uma tão bela cidade
tempos - agora - de memória
que a todos deixa saudade

Beijinhos

Bom fim de semana

17:51  
Anonymous Borboleta Bailarina said...

Parabéns pelo blog, pela poesia e magia nas palavras....beijos da borboleta!

16:53  
Anonymous Maggie said...

Bela poesia que se solta dos teus dedos. Beijo na alma.

13:09  
Anonymous Aninha said...

Olá Roberto! É a Ana, amiga da Iola :P Passei para te deixar uma grande beijoca!! Há dias estive nessa cidade Maravilhosa :D
Podes também passar lá no meu blog, deixo-te aqui a página!**

16:45  
Blogger Kimera said...

Olha um poema...

Kimera

19:10  
Anonymous Anónimo said...

That's a great story. Waiting for more. » »

05:18  

Enviar um comentário

<< Home

..